MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

2 de fev de 2013

Carnavalizar


Iris, Eu & Alceu
Carnaval 2012
Existe mais de uma versão para explicar a origem da palavra Carnaval. Prefiro citar que o termo originou-se da expressão em Latim Carne Vales, que significa Adeus à Carne. Na Grécia a festa era realizada para agradecer aos Deuses à fertilidade do solo, bem como sua produção.

A Igreja Católica passou a celebrar o festejo antes de iniciar o período da Quaresma. Simbolizando os 40 dias e 40 noites de jejum realizado por Cristo. Na quaresma os cristãos preparam-se para o renascimento espiritual através da caridade, oração e jejum. Ele último era baseado na Lei da Abstinência, a qual proibia o consumo de carne.

Sendo assim, nada mais justo do que uma despedida em grande estilo. Então, 3 dias antes de iniciar a quaresma (início na quarta-feira de cinzas), realizava-se uma festa regada de muita carne; são os chamados DIAS GORDOS para dar Adeus à Carne – Carne Vale – Carnaval.

Galo da Madrugada
Foto: Adauto Júnior
O festejo tomou dimensão e se perpetuou. Há quem odeie e quem ame. Para uns é o momento de liberar geral, encontrar novo amor, reencontrar antigos amores, beber, dançar, pintar e bordar. Para outros é sinônimo festa do “demo”, de orgias e de pecado; tudo porque o “carnal” pra elas tem outro significado.

Carnaval pra mim é momento de sorrir, ficar feliz; de dançar e “bebemorar”; de misturar cores, curtir os tambores; de frevar e de sambar; é carnavalizar no Recife Antigo, aqui ou acolá e ainda encontrar tempo para “olindar”.