MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

29 de mai de 2013

Redução da Maioridade Penal

O debate a respeito da redução da maioridade penal vem crescendo e me fez perceber o quão difícil é, pelo menos pra mim, ter uma opinião com argumentos convincentes e inquestionáveis.

Surpreende-me o argumento que vê a redução da maioridade penal como instrumento suficiente para combater a violência, assim como me chamam a atenção os argumentos favoráveis a tal redução e que são embasados nas legislações. Tais argumentos defendem que se permitem aos adolescentes assumir responsabilidades como trabalhar, casar, votar e emancipar-se aos 16 anos, é possível também fazer com que respondam criminalmente - na mesma proporção que um adulto - por atos que não estejam de acordo com as leis.


Também embasados nas legislações estão alguns argumentos contrários a redução da maioridade penal. Um desses argumentos aponta a Constituição Federal que discorre sobre a impossibilidade de um menor de 18 anos receber punições tal qual uma pessoa adulta. Alguns argumentos afirmam que juntar menor de 18 anos com pessoas adultas contribuirá para o aumento da criminalidade, uma vez que o sistema prisional é reconhecido como uma faculdade para o crime. Os menores seriam os aprendizes em contato direito com os maiores, considerados os mestres da delinquência.

Outro argumento, que por sinal predomina entre pessoas do meu convívio profissional, diz respeito à necessidade de ver o problema como algo estrutural; portanto, cabendo ao Estado cuidar melhor dos direitos sociais, garantindo de fato o acesso à educação, saúde e assistência social como um todo.

Então, não sendo possível continuar nessa zona de conforto decidi sair de cima do muro. Defendo a redução da maioridade penal para 16 anos, bem como punições mais severas de acordo com a gravidade das barbáries por eles cometidas.... desde que, ao mesmo tempo o Estado cumpra seu papel na garantia dos direitos sociais e que se faça cumprir o processo de ressocialização no sistema prisional brasileiro, não perdendo de vista o real sentido das medidas socioeducativas. E assim teríamos medidas corretivas e preventivas caminhando juntas.



21 de mai de 2013

“Minhas Mulheres da Paz”.

Anos atrás tive a oportunidade de trabalhar com um grupo de mulheres, com as quais ensinei e aprendi. Foi uma via de mão dupla. Uma troca. Em uma das atividades elas responderam o que é ser mulher. Eis algumas respostas:

(...) É ser guerreira; trabalhadora;
É saber se valorizar;
Não deixar que ninguém pise;
Resistir e lutar pela vida;
É ser companheira, guerreira; é se amar;
Conquistar seu lugar a cada dia;
Ser lutadora, encantadora, meiga e sábia;
É ter atitude, saber o que quer; respeitar e ser respeitada;
É ter dignidade
É ser livre ...

O projeto acabou. Cada uma seguiu seu rumo e quase 3 anos depois ainda me tratam com carinho e atenção. De vez em quando recebo uma ligação ou SMS de uma delas querendo saber de mim ou simplesmente pra expressar o sentimento de gratidão ou saudade.

Para elas segue minha homenagem e agradecimento porque ser mulher é ser como elas: mulheres da Paz!

Mulheres da Paz - Águas Compridas/Olinda
Mulheres da Paz - Águas Compridas/Olinda

20 de mai de 2013

Dicas de Mosaicos


Já falei em outra postagem que evito descartar os resíduos eletrônicos em lixo comum devido seus componentes altamente tóxicos, prejudiciais ao meio ambiente. Os CDs/DVDs, por exemplo, passei a usá-los como base para mosaicos, substituindo o MDF. Além dos resíduos eletrônicos já reaproveitei garrafa de coca-cola em alumínio e uma antiga mesinha com base de ferro.

Pensando nas possibilidades de reaproveitamento passei a transformar o que seria lixo em algo decorativo. Nessa postagem compartilho umas dicas para quem deseja presentear ou simplesmente decorar a casa.

Antes
Depois
Um dia foi CD/DVD

Garrafa de Coca-Cola
Vira Jarro p/ flor em Mosaico


11 de mai de 2013

Mainha, Feliz Dia das Mães!

Já fiz texto para Deus, amigas, marido, irmãos, pai, meu amigo, até para galera do ônibus; agora nada mais justo do que escrever em homenagem a ELA.

ELA que me ajudou crescer como pessoa, ELA que me educou pra não chamar palavrão. Foi ELA quem me ensinou dizer “aquele senhor” e não “aquele velho”, ELA me ensinou também pedir desculpas ao arrotar. ELA  me doutrinou a dizer obrigada e desculpas e pedir a benção aos tios, avós, pai e claro MÃE.

ELA diz que mulher precisa ter o próprio dinheiro pra não esperar a grana do marido. Pensando assim se tornou a vendedora mais versátil que conheci, vendendo cosméticos, Avon, Natura, Água de Cheiro. Já vendeu também salgados, frutas e verduras... De todas suas vendas eis o que ELA mais gosta de fazer: bolos.


ELA não teve tempo exclusivo pra mim, mas se dedicou exclusivamente para a família como um todo. ELA até brincava de monstro. No nosso mundo de fantasia - quando as luzes eram apagadas - os filhos eram as vítimas e ELA era o bicho. Dava medo!
Ele&Ela

No nosso mundo real ELA virou cuidadora. Cuidadora de mim, cuidadora dos 7 filhos, cuidadora do meu pai, cuidadora de quem dela precisar. ELA é minha MÃE.

Mainha, Feliz Dia das Mães!



10 de mai de 2013

Vai Desceeeeer !!!


Ultimamente tenho ficado em torno de três horas dentro do transporte coletivo. Essas horas referem-se às idas e vindas diárias em meio a fatos irritantes, estressantes, curiosos e engraçados que acontecem dentro dos ônibus. Que bom poder contar com o cômico para minimizar o resto.
http://www.humorface.com/
Foi curioso perceber que muitas pessoas tornam-se egoístas na ânsia de pegar um lugar pra sentar e mais curioso ainda notar que quando já estão sentadas transformam-se em solidárias ao segurar os pertences daqueles que permaneceram em pé; mas há também pessoas que seguem egoístas mesmo sentadas. Elas fingem dormir para não ceder lugar para idosos e gestantes.


A viagem segue e os gritos de “vai descer” também, porque o motorista insiste em se esquecer de abrir a porta traseira. Percebo que as idas são mais estressantes porque contam com a impaciência e ansiedade de quem teme chegar atrasado ao trabalho.

Campanha - Grande Recife
Consórcio de Transporte
A volta é mais engraçada. A galera mesmo depois de um dia pesado consegue a leveza que me faz rir e escrever. Contam piadas, falam do último capítulo da novela e gritam para o motorista correr porque “a novela hoje tá é boa”. Até receitas são trocadas. Para um jantar rápido nada mais prático do que um cuscuz ou banana cozidos no micro-ondas. Muitas pessoas deixam de ouvir as pérolas e fatos que ocorrem dentro dos ônibus porque preferem usar o fone de ouvido. Não sabem elas que são motivos de risadas quando começam cantarolar em voz alta.

Este texto terminará aqui porque ficarei no próximo ponto... VAI DESCEEEEEERRRRR!!!!