MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

29 de mai de 2016

Tatuagem de Borboletas

Os padrões de beleza estabelecidos pela sociedade têm grande influência da mídia e do mercado de consumo, mas independente do que ditam os padrões sociais, é importante manter a saúde física e mental.

A protagonista deste texto revelou sua luta contra a balança, em um processo chamado popularmente de efeito sanfona. Em suas várias dietas conseguia perder peso, mas recuperava em seguida até mais do que perdia.

E o que parecia um problema simples foi se transformando em algo maior. O excesso de peso afetou sua autoestima. Não gostava de sair de casa, vivia entristecida e iniciou um processo depressivo. Buscou orientação médica para uma possível cirurgia bariátrica. Ouviu do médico que não tinha peso suficiente para tal cirurgia, mas ela estava determinada em fazer esse procedimento e rapidamente conseguiu aumentar de peso. Afinal, para ela isso era fácil.

O auge do seu peso foi de 107 quilos. Desde a cirurgia já conseguiu perder 36 quilos. Hoje se sente bem, está feliz com seu corpo, fazendo elevar sua autoestima. O mais importante é sua luta diária para manter a forma com uma receita simples: reeducação alimentar e atividade física.

Essa história deu vida ao conjunto de tatuagem de borboletas. Para compor essa imagem tatuou também a frase LIBERTE-SE ALÉM DA SUA TRANSFORMAÇÃO... A frase já diz tudo!!!

1 de mai de 2016

Quando o coração engravida

Continuando a série de textos que visa desmistificar a imagem negativa a respeito do uso de tatuagens, hoje vou contar uma historinha...

Era uma vez uma bebezinha chamada Dayane. Seus pais se separaram durante a gravidez. O pai ficou com a guarda da criança. Engana-se quem pensa que Dayane não teve a figura materna acompanhando seu crescimento, pois ela pôde contar com os cuidados da tia e da avó, a qual ela chamava de mãe, mas partiu quando ela tinha 5 anos.

Certo dia Dayane perguntou: Tia, eu posso te chamar de mãe?

Com a aprovação da tia, o vínculo afetivo entre as duas se consolidou cada vez mais. Tia e sobrinha passam ser mãe e filha; numa relação de amizade, afeto, cuidados, sintonia e cumplicidade.

Embora soubesse da existência de sua mãe biológica, a pequena Dayane despertou a curiosidade de saber como ela nasceu questionando àquela que ela escolheu como mãe. Como resposta a criança soube que sua nova mãe engravidou no coração que estourou dando vida a pequena Dayane.

Coração Engravida - Filha
Coração Engravida - Mãe
Essa foi a mais bela justificativa que no imaginário infantil de Dayane a fazia desenhar a gravidez do coração. Já adulta Dayane fez uma homenagem a sua mãe, tatuando no braço a gestação do coração, junto com a frase Mãe, amor que não se mede. A mesma tatuagem foi tatuada por sua mãe. E assim foram felizes para sempre!