MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

10 de jan de 2011

Amizade hi-tech

Nos últimos anos as relações de amizades diferenciam e muito das que estava acostumada. Atualmente podemos conceituar de amizade hi-tech. O orkut e facebook, por exemplo, servem tanto para formação de novas amizades como para reencontro de amizades antigas. Consequentemente as trocas de cartas deram lugar aos emails. As conversas animadas sentadas num banco de praça se resumem em frases abreviadas do msn. Os abraços calorosos foram substituídos por abç. Isso porque um novo idioma foi criado. Agora é assim:

Não = naum; Tchau = xau; beleza = blz; porque = pq; achou engraçado? Basta fazer assim rsrs ou kkk. E se for muuuuito engraçado não dê gargalhada. Não vai adiantar porque a pessoa do outro lado não vai te ouvir. A solução é aumentar os caracteres assim kkkkkkkkkkkkkkkkk. Não poderia esquecer também das letras Sds. Isso significa saudade, sentimento que temos pelas coisas boas.

Ah! Tem uma coisa interessante. Agora você nem leva nem dá gritos. Quando precisar “falar” mais alto basta escrever em caixa alta. Assim: ENTENDEU?

E os diários cheios de segredos, colagens, rosa seca e papel de bom-bom? Foram trocados pelos blogs. E não parou por aqui. Existe também micro blog como o twitter, através do qual temos apenas 140 caracteres para expressar algo. Só para se ter idéia da limitação, até este ponto do texto foram gastos 764 caracteres. Se fosse lá no twitter teria que dividi-lo em pelo menos seis partes.

Antes ser seguido era sinal de perigo. Caso de polícia. Agora é sinal de sucesso, popularidade, fama. Para que serve tantos seguidores se quantidade não quer dizer qualidade? E tem mais, quanto mais tu segues mais bobagens terás que ler.

Sinto saudade de contato mais direto com as/as amigas/os. De um abraço caloroso, de uma conversa gostosa regada de muitas risadas, de olhar nos olhos e vê-los brilhar. Enfim, um calor humano é sempre bem vindo!

1 de jan de 2011

Mulher - protagonista de sua própria história

Ser mulher é algo um tanto quanto complicado. Complicado para explicar. Complicado para entender. Pra ser de verdade teria que ser Amélia, ou seja, não ter a menor vaidade, lavar, passar, cozinhar; e isso não bastava, ela teria mesmo que ser submissa. A mulher atual seja Amélia, Maria ou Fulana de Tal é vaidosa sim. Não é mais privada. Tornou-se figura pública. Paga suas próprias contas e outras mais. Agora ela não mais precisa fingir orgasmo. Os/as interessados/as que se virem sejam criativos/as, pois elas querem chegar ao ápice do prazer. Se antes as Amélias tricotavam enquanto trocavam receitas, falavam dos filhos e maridos, hoje as mulheres sentam numa mesa de bar, numa casa de chá ou num lugar qualquer tratando dos mesmos assuntos para um início de conversa, pois o assunto principal ainda está por vir: Elas – protagonistas de suas próprias histórias.