MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

24 de jan de 2013

Paradas no Caminho


Durante o Caminho de Santiago de Compostela algumas paradas são necessárias. Nesse texto selecionei fotos desses momentos com seus respectivos fatos marcantes, tensos ou engraçados.

Foto 1
A foto 1 foi no primeiro dia do Caminho. Essa parada foi logo depois do sufoco que enfrentamos para driblar um caminho de lama. Tentamos cortar caminho indo por uma parte mais alta. Só que foi ficando tão alto que não dava para voltar ao caminho correto sem arriscar uma queda. Voltamos um pouco e pulamos. Mais na frente vimos duas peregrinas loucas que se arriscaram ao pulo antes rejeitado por nós, na parte mais alta. Uma delas ficou pendurada com a mochila nos galhos de uma árvore.

As fotos 2 e 3 foram feitas numa parada necessária para aliviar os pés. Um cremesinho para amaciá-los e o ajeitar das meias ajudaram evitar as famosas bolhas. Lembro-me quando minha irmã cismou que avistava de longe as 2 peregrinas loucas que a gente tinha deixado pra trás. Elas decidiram começar mais tarde neste dia, mas diante dos nossos passos lentos todos passavam por nós, inclusive elas. Ai Sandra disse: eita poxa, La vem aquelas doidas, vão passar a gente kkkkkkkkkkk

Foto 2
Foto 3
Fotos  4  e 5 - Foi a última parada desse dia.  Sandra saiu de perto de mim e voltou com uma sacola de frutas. Fiz um vídeo e eis um trecho de sua fala: “deixa eu mostrar o que tem aqui. Duas bananinhas grandes, duas maças e laranja cravo seis (sic) diz quanto deu tudo? 1,50” rsrsrsrsrs

Foto 4
Foto 5

A foto 6 foi na noite que eu só queria dormir e Sandra estava na secura para comer polvo. Fui morrendo de sono e frio porque irmã que caminha unida permanece unida. Lá tomamos vinho. Eu tinto e ela branco.
Foto 6
Foto 7 - Sandra estava arrasada porque achava que ali era nosso ponto final daquele dia. Ao olhar o mapa viu que ainda faltavam alguns quilômetros. A parada para dormir era no povoando seguinte. Ela seguiu o caminho sem botas.

Foto 7
Foto 8 - foi num lugarzinho onde só se ouvia os cantos dos pássaros e barulho das águas de um riacho. A mesa e o banquinho ali nos convidavam para uma pausa. Não tinha como rejeitar.

Foto 8
Foto 9 - foi no último dia do Caminho. Já dava para parar, sentar e tirar foto sem se preocupar com os quilômetros que restavam e com as dores. Achei um banquinho num lugar estratégico e click... mais uma foto.

Foto 9
A foto 10 foi quando já estávamos em Santiago. Esse casal a gente conheceu durante o percurso e os apelidamos de O CASAL, na verdade são irmãos. Quanto ao apelido fizemos isso para identificar muitos peregrinos durante o Caminho.

Foto 10

3 comentários:

  1. Amiga,
    eu sempre pensei fazer esse caminho... como eu queria. Mas, sei que tem que se ter uma companhia e nunca apareceu essa oportunidade. Mas, ainda há tempo!

    ResponderExcluir
  2. Amei, Fá!
    Tô no ônibus, caminho do trabalho e rindo sozinha lembrando das nossas experiencias. Que ótima memória tens, sequencia dos fatos e tudo mais, rsrs.
    Maravilhosas lembranças, saudade daqueles dias e Feluz porque realizamos nosso sonho juntas!!!

    ResponderExcluir
  3. Catarina, se tive a oportunidade faça.
    Se precisar de uma dicas de pousadas, caso não queria ficar em albergue, minha irmã te dá uns toques, né Sandra?

    ResponderExcluir