MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

28 de jul de 2013

Eu já sabia !

Hoje é meu aniversário. Estava meio melancólica por ver o tempo passando sem que eu tenha alcançado alguns objetivos nem atingido algumas metas. Queria ficar só, não ver nem falar com ninguém. Porém, um fato interessante mudou meu humor e me fez curtir o dia. Em silêncio fiquei rindo por dentro. Comecei a me divertir com a “festa surpresa” que minha família preparava pra mim.

Desde o momento que desconfiei fui deixando a galera embaraçada... Chamei algumas delas pra ir à praia, depois outra pra ir ao shopping e ainda fingi que ia fazer umas comprinhas e esticar o passeio indo ao cinema.  É óbvio que os convites eram recusados e as trocas de ligações aumentavam na tentativa de me segurar em casa.

Colaborei com a “surpresa” tomando um banho sem pressa, pra dar tempo de arrumarem as comidinhas em cima da mesa,  se posicionarem para cantar PARABÉNS PRA VOCÊ e claro com câmera fotográfica preparada para o click. Chegaram a pensar que eu poderia sair do banho enrolada na toalha, mas pra surpresa de todo mundo saí carregando uma frase que dizia EU JÁ SABIA!!

Pessoas, queridas
Obrigada por fazerem parte das minhas boas lembranças, das minhas risadas (gargalhadas) e por se importarem tanto comigo. Até a próxima surpresa kkkkkkkkkk

cheiros

2 de jul de 2013

Ecologia Emocional


Li um livro intitulado “Corazón que siente, ojos que vem” através do qual fui apresentada ao conceito de Ecologia Emocional. Tal conceito refere-se à arte de gerir nossas emoções para que sua energia propicie crescimento pessoal, melhorando a qualidade nas relações interpessoais e consequentemente maior cuidado com o mundo. Obviamente o conceito me fez pensar de que forma - ecologicamente falando - seria possível gerenciar minhas emoções. Eis as respostas: 

  • Redução dos níveis de lixo emocional;
  • Reciclagem das emoções dolorosas;
  • Reutilização de conhecimentos, habilidades e competências;
  • Substituir o irreparável.

Deparei-me com questões que me reprovaram, fazendo-se pensar em mim por outro ponto de vista. Olhei para meu EU interior. Sobre o primeiro ponto penso que "contamino" pessoas próximas sempre que estou triste. Em relação ao segundo ponto acredito que essa reciclagem só é possível quando se alcança a resiliência, o que pra mim não é nada fácil. No ponto três não fui tão mal porque até tento não desperdiçar minhas habilidades. Quanto ao último ponto, infelizmente me deparo com coisas/fatos insubstituíveis.

Esses 4 pontos de fato me instigam a repensar na minha gestão emocionalmente ecológica. Portanto, o assunto não termina aqui; vou me aprofundar mais no tema (...)