MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

26 de ago de 2011

Negro Gostoso e Cheiroso

Ele entrou na minha vida quando eu ainda era criança. Desde então percebi que não conseguia viver sem ele. O tempo foi passando e eu cada vez mais dependente. Não tê-lo por um dia não me faz bem. Até já tentei, mas a necessidade é mais forte do que eu. Minha disposição matinal inicia-se após sentir seu calor na minha boca. Este mesmo calor preciso sentir no decorrer do dia, mas é à noite antes de adormecer que deliciosamente ele me esquenta mostrando-me que o dia acabou. O negro não é apenas gostoso. Ele é deliciosamente cheiroso. Eita café gostoso danado!

Foto: Adauto Júnior

16 de ago de 2011

Meu ponto G

Cientificamente falando o ponto G ou ponto de Grafenberg é a área mais sensível na mulher relacionada ao prazer sexual. Há informações imprecisas quanto a sua real localização. Alguns mais audaciosos arriscam posições a fim de encontrar o tal ponto.
Como dona do meu corpo e conhecedora do meu EU interior sei exatamente onde é meu ponto G. Ele é o prelúdio das preliminares. Resume-se aos gestos e atitudes, companheirismo, amizade e respeito.
Em síntese, para chegar a tal ponto é necessário passar por alguns Gs: Gentil, Generoso, Galanteador e outras letrinhas mais que resultarão no ápice do meu prazer.

10 de ago de 2011

Eternidade para sentimento fugaz

“Faça com que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse plena de tudo.” Se Clarice Lispector não tivesse feito essa frase eu a faria porque o “nada” pra mim na verdade são pequenos gestos, atitudes, palavras e até a falta delas que me fazem sorrir. Até na ausência torna-se presente aqui dentro de mim só porque um momento é tão intenso que deixa de ser instante pra ser eterno. Por isso não poderia deixar de terminar com a frase “eternidade para sentimento fugaz.”

9 de ago de 2011

Feliz Dia do Pais!

Por muitos anos meus domingos foram marcados por algo especial. A comida tinha um delicioso sabor, a sobremesa era um detalhe que fazia diferença, mas nada disso seria tão gostoso se não tivesse sua presença.

Seus cabelos brancos renderam lucro e diversão. Alguns fios arrancados por uns trocados presenteados. E por falar em presente, descobri que papai Noel não existe quando te peguei no flagra colocando a bonequinha fofolete perto de mim. 

Eu cresci, virei mulher, não decepcionei ao me mostrar uma pessoa lutadora. Eu queria retribuir de alguma forma. Por isso doeu tanto te ver num leito de um hospital, numa situação de pré-coma quando faltavam poucos meses para minha formação universitária. Eu chorei e implorei.  Fui presenteada com tua fortaleza e reação; pouco a pouco, dia após dia. Alguns anos se passaram e mesmo com algumas limitações consegues fazer não apenas os domingos, mas todos os dias serem especiais. FELIZ DIA DOS PAIS. FELIZ TODOS OS DIAS!

8 de ago de 2011

Mais fácil errar ou reconhecer e corrigir um erro?

O texto que escrevi outro dia sobre perdão me fez pensar o quão difícil é assumir um erro e repará-lo. Para entender melhor eça mensagem fassa de contas que o testo é sua vida, os erros ortográficos e gramaticais é suas falhas pessoais. O corretor ortográfico -  cazo vieçe a usar - são as peçoas que apontam teus erros.

Minha idéia principal é traser uma reflexão a cerca das nossas falhas enquanto seres zumanos. Por isso resolvi jogar com as palavras e atravéz delas textar se é mais fácil cometer um erro, percebê-los enquanto algo negativo e, claro corrigi-los. Para tanto vários erros ortográficos e gramaticais foram propozitalmente usados neste testo. Foi divertido errar e dezafiador encontrar os erros sem usar o corretor ortográfico.  Fazendo a substituição do texto para minha vida e dos erros aqui cometido para meus erros pessoais conclui que se errar é humano, como dizem, mais humano é corrigir os erros, reconhecer-se como peçoa que erra mais que é capais de açertar.

Dezafio alguém responder quantas vezez errou na vida, ou quantos erros cometi neça mensagem.

1 de ago de 2011

“Perdoar é lembrar sem sentir mágoa”

“Perdoar é lembrar sem sentir mágoa”. Não sei de quem é a frase, apenas concordo. Pelo menos para mim, perdoar é bem mais difícil do que pedir perdão. Este último é resultado de arrependimento, seguido pelo desejo de corrigir um erro, regado pela vontade de conquistar e reconquistar. Já aceitar o perdão esbarra num sentimento de perda, perda de confiança, seguido por mágoa, regado por uma dor interior, com um aperto no peito e um nó na garganta. Por isso é tão difícil perdoar.