MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

26 de jul de 2015

No Escurinho do Cinema

Esse texto é uma breve descrição da interação do público brasileiro dentro do cinema. Após comentário de dois turistas no Brasil e da minha experiência em um cinema espanhol percebi que de fato nosso público se comporta de forma peculiar.

Lá fora as pessoas entram mudas e saem caladas. Nada contra!

No Brasil as pessoas entram falando, interagem no decorrer do filme e saem comentando as cenas. Nada contra também!

Aqui chega ser divertido assistir um suspense, drama e até terror. As pessoas gritam coisas do tipo: CORRE! CUIDADO!

Sabe aquele momento de um suspense em que o vilão vai atacar o mocinho por trás? de repente alguém no escurinho do cinema grita: “Olha pra trás, miséra”!

Ou no romance quando o galã aparece em close na tela e várias vozes gritam como se estivessem em jogo de futebol... no lugar da palavra GOL, ouvimos da platéia: Lindoooooooooooooo, Gostosooooooooooooooooooooooo!!

Na ficção cientifica, no momento da cena mais esperada, ouvimos em alto e bom tom: eitaaaaaa, que mentira! Mentira só é boa quando eu conto!

Um fato marcante numa cena do filme Titanic (faz teeeeeempo) ainda me faz rir quando eu lembro. No final do filme, quando Rose dentro d’água, congelando de frio e já sem forças começa a pedir ajuda (baixinho): come back, come back, come back...

Todo mundo tenso com a cena, de repente alguém grita: COME BACK, PORRA! A MENINA Num TÁ CHAMANDO (sic).

Peculiar ou não, divertido, estranho, ou como queiram chamar... esse é meu povo vendo filme no cinema.

Risos da plateia.

Ah! Só pra relembrar segue o exato momento do COME BACK https://www.youtube.com/watch?v=HecfVtICs2U

Nenhum comentário:

Postar um comentário