MOSAICOS DE UMA VIDA

Juntando cada peça forma-se o mosaico de minha vida. Tantos sentimentos me envolvem. Sentimentos ruins, outros bons. Saudade de quem se foi para eternidade. Saudade de quem posso ligar para ouvir a voz. Tristeza pelas metas não cumpridas e alegria pelos objetivos alcançados. Gemidos de dor, outros de prazer.

11 de jul de 2015

Tatuagem de Caveira Mexicana

Para escrever esse texto sobre TATUAGEM, fui pesquisar um pouco sobre o preconceito que gira em torno dessa arte, rito de passagem, ou como queiram chamar. De acordo com o Museu Penitenciário Paulista, faltam registros oficiais sobre o tema, mas é fato que a tatuagem faz parte das culturas e processos sociais de comunicação e expressão.

Diversas fontes que falam sobre o preconceito às tatuagens enumeram as possíveis causas para a discriminação, que vai desde motivos religiosos a questões sociais. Religiosos justificavam que o corpo era o templo do espírito santo; tatuá-lo seria um desrespeito à santidade do corpo. Aliado a isso, existia também a discriminação aos marinheiros, primeiros homens que apareciam publicamente com os corpos tatuados. Vale salientar que essa categoria profissional naquela época era composta por ex-presidiários.

Confesso que lá no meu íntimo existia um preconceito em relação à tatuagem de caveira. Achava macabro, coisa do mal, algo negativo. 

Caveira Mexicana
Até que um amigo, muito gente boa e pessoa do bem, me revelou que sua tatuagem é uma caveira mexicana. Segundo ele, “este símbolo quer dizer vida, espanta maus espíritos e prega a igualdade”. Por isso fui pesquisar mais e vi que este símbolo é usado também para lembrar que a morte faz parte da vida, e por esse motivo não devemos ter medo dela, mas aceitá-la. É ainda uma forma de homenagear pessoas queridas que já partiram. 

E você ainda guarda algum preconceito? Então vai ler sobre o assunto!


Nenhum comentário:

Postar um comentário